Prolongar

Um local adequado e bem avaliado

Os brasileiros estão vivendo mais, e a cada dia aumenta o número de filhos e filhas responsáveis pelos pais, idosos que não podem mais caminhar sozinhos na trajetória da vida. Nesse momento de angustia e transformação no cotidiano familiar desponta o impasse: quem cuidará do idoso?
As famálias antigas que eram bastante numerosas cuidavam numerosas cuidavam de seus idosos em casa, porque havia vários irmãos para compartilhar o cuidar, e nessa época as mulheres não estavam inseridas no mercado de trabalho.
Hoje, nos deparamos com uma realidade completamente diferente.
As famílias já não são numerosas, a maioria das mulheres está inserida no mercado de trabalho com várias jornadas; o único vínculo com a realidade passada é o compromisso moral e ético que temos para com os nossos pais e avós. O amor e a gratidão são sentimentos que perduram para sempre.
Desejamos cuidar dos nossos pais, mas se não temos condiçães concretas para fazê-lo, como podemos agir para não ficarmos com sentimento de culpa?
É exatamente nessa hora que precisamos conhecer locais que ofereçam condiçães e estruturas adequadas, onde nossos pais possam ser cuidados com carinho, amor e profissionalismo, e nós filhos sentimos seguros para cuidarmos das diversas tarefas que preenchem nosso dia a dia, e é claro que sempre nos dispor de todos os momentos possíveis para nos dedicarmos a aqueles que sempre fizeram muito por nós.
Um local adequado e bem avaliado pelos membros da família pode ser uma opção que deve traspor os preconceitos de nossa cultura e valores sociais.